Conciliação
Solução Extrajudicial

A conciliação é um método alternativo de resolução de conflitos. Indicada para conflitos mais simples e pontuais.  A conciliação envolve um procedimento simples, econômico, célere, flexível e confidencial. O conciliador se reúne com as partes, preferencialmente ao redor de uma mesa redonda (circularidade). O conciliador realiza uma declaração de abertura (ou pelo menos deveria), explica qual é o seu papel e se esforça para deixar as partes confortáveis, a fim de que possam falar sem medo. As partes, então, expõem os seus pontos de vista e, a partir do diálogo, buscam construir um acordo. O conciliador age com competência, imparcialidade e respeito à ordem pública, podendo, inclusive, fazer sugestões de acordo para as partes. A conciliação pode ser realizada de modo pré-processual, ou seja, antes do ajuizamento de uma ação judicial, com o auxílio de um conciliador autônomo, de uma Câmara de Conciliação, ou do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania - CEJUSC. A conciliação também pode ser realizada no transcorrer do processo judicial.

Mediação
Alternativo e Voluntário

Método de solução e conflitos indicado para casos complexos e em que existam vínculos em uma relação continuada entre as partes. O Mediador, um terceiro imparcial, auxilia as partes facilitando o diálogo. O objetivo é de que o mediador, utilizando técnicas próprias, faça as partes, elas próprias, a chegarem a uma solução confortável e benéfica para ambos. Permite assim aos participantes o controle sobre suas vidas buscando uma convivência saudável.

Arbitragem
Prevista pela Lei 

Neste método alternativo de resolução extrajudicial de conflitos as partes capazes, livremente, de comum acordo, escolhem  um árbitro, que julgará o conflito entre as partes, sobre direitos disponíveis, mediante a atuação de um ou mais árbitros. O resultado se chama sentença arbitral que produz efeitos imediatos sem necessidade de ingressar no Poder Judiciário. Tem valor de título executivo extrajudicial.

Posts Em Destaque

Os Meios extrajudiciais de soluções de conflitos

09.02.2016

1/2
Please reload

Posts Recentes
Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Escreva-nos e entraremos em contato em breve.

22/08/2016

Solucom

O mundo em que vivemos extremamente dinâmicos e também por virtude do fenômeno da globalização, impõe a quebra de barreiras e de fronteiras, com novos paradigmas, exigindo a rápida solução dos conflitos de interesses que venham a ocorrer na sociedade.


​O poder Judiciár...

22/08/2016

Solucom

As partes buscam a solução do conflito amigavelmente e alcançam um acordo, sem a intervenção de um terceiro.

22/08/2016

Solucom

O método das práticas colaborativas teve seu nos Estados Unidos diante da ausência de significado da advocacia limitada ao processo judicial. Os advogados das partes assinam um termo de não litigância e buscam juntos recursos para alcançarem um acordo que satisfaça as...

09/02/2016

Solucom

Os meios extrajudiciais de solução de conflitos, também denominados Alternative Dispute Resolution – ADR,nos dias atuais, são adotados como resposta à morosidade do Poder Judiciário na solução dos litígios que lhe são endereçados. Com efeito, a efetividade do direito s...

09/02/2016

Solucom

Rapidez: O fator tempo é muito importante na resolução extrajudicial dos conflitos de interesse, uma vez que a presteza na solução do litígio garante, sobretudo, a efetividade do direito. Desse modo, se na mediação não existe formalidade excessiva, na arbitragem, a sen...

Please reload

~.